A tarde desta quarta-feira (31) foi marcada por reuniões importantes para Tucano. Com objetivo de reforçar os compromissos celebrados junto às entidades policiais da cidade, o prefeito Ricardo Maia Filho reuniu-se com membros da Polícia Militar (PM) e da Guarda Civil Municipal (GCM) para renovar acordos que visam a segurança e qualidade de vida da população.

A primeira reunião teve como objetivo a assinatura de um termo de cooperação entre a prefeitura e a PM. O documento tem como principal destaque a manutenção e continuidade do modelo de ensino militar no colégio Zélia de Brito.

Além do prefeito, participaram do encontro o Procurador Geral do Município, Jeferson Miranda, demais membros da gestão, bem como o comandante do 5º Batalhão da PM, coronel Antônio Batista de Macêdo, o novo comandante da 2ª Companhia da PM, Capitão Tarcísio de Sá Resende, e o ex-comandante da unidade, capitão Duarte Gomes da Silveira.

Coronel Macêdo enfatizou os bons resultados apresentados pela escola desde que foi militarizada, em 2019. “O modelo militar diminui consideravelmente a criminalidade, pois os alunos reforçam princípios pessoais e sociais importantes. Eles acabam se tornando referência dentro da família. Quem ganha com a assinatura do termo de cooperação é a sociedade, que continuará contando com a escola militar na vida dos seus jovens e crianças”, afirmou.

O prefeito também disse que há um interesse da gestão em multiplicar o modelo de ensino aplicado da escola Zélia de Brito. “Vejo com bons olhos a conduta militar no colégio. A escola continuará militarizada e também pretendemos implantar um colégio militar em Caldas do Jorro”, contou.

Além da assinatura do termo, a reunião viabilizou a discussão de novas possibilidades para potencializar a segurança do município. Coronel Macêdo deixou claro que seu modelo de gestão está sendo implementado e as rondas na zona rural de Tucano serão intensificadas.

 

Guarda Civil

O tema ‘segurança pública’ também perpassou pela segunda reunião da tarde, realizada entre o gestor municipal e o subcomandante da GCM, Fernando Garcia. Participaram também o inspetor regional da Guarda, Marcelo Reis de Oliveira, a subinspetora regional, Paloma Calazans e o instrutor de armamento e tiro, Deoclecio Jesus das Graças.

O encontro teve como foco o pedido a assinatura do pedido à Polícia Federal para que o convênio que autoriza o porte de arma de fogo pela GCM de Tucano seja renovado. “Essa é uma medida relevante para que possamos prezar pela segurança dos tucanenses. Temos equipes bem treinadas para o porte de arma e nosso dever é utilizar isso de forma responsável e consciente”, afirmou Fernando Garcia.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *