Grupos, coletivos e/ou organizações da sociedade civil ganharam um reforço com o lançamento de um fundo de investimento que promoverá recursos a projetos da sociedade civil que atuam em defesa dos direitos de trabalhadores.

O Fundo Labora será gerido pelo Fundo Brasil de Direitos Humanos, com recursos de Laudes Foundation, Fundação Ford e Open Society Foundations.

O fundo destinará inicialmente R$ 1,6 milhão para 25 projetos, durante um ano. Coletivos, grupos e organizações de todo o país podem se inscrever no site fundobrasil.org.br/labora. O período de submissão de propostas até 28 de fevereiro de 2023, às 18h (horário de Brasília).

Um dos eixos do fundo será apoiar ações contra a discriminação baseada em raça e gênero.

O edital também contemplará pessoas e ONGs que fortalecem políticas públicas mais justas na área do trabalho e da seguridade social, a reorganização de movimentos trabalhistas e a reafirmação dos marcos do direito do trabalho, entre outras iniciativas.

CONDIÇÕES PARA CONCORRER AO EDITAL

Cada organização, grupo ou coletivo poderá apresentar apenas um projeto. Caso um mesmo grupo ou coletivo envie mais de um projeto, será considerado APENAS o último inscrito em nosso portal.

Têm prioridade de apoio os projetos de organizações, grupos e coletivos com pouco ou nenhum acesso a outras fontes de recursos.

Serão aceitas propostas de organizações, grupos e coletivos sem fins lucrativos mesmo que ainda não formalizados e/ou que não tenham CNPJ.

Não serão aceitos projetos apresentados por organizações governamentais, universidades, organizações internacionais, partidos políticos, empresas de pequeno ou médio porte, microempresas e microempreendedores individuais.

DIMENSÕES IMPORTANTES NA SELEÇÃO DOS PROJETOS

Adequação ao tema do edital;

Foco em defesa de direitos;

Existência de vínculos entre a organização proponente e os grupos e/ou comunidades afetados pelo problema que se pretende enfrentar;

Articulação em rede;

Adequação do orçamento às atividades propostas;

Propostas inovadoras e não convencionais de atuação;

Diversidade regional.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *