A Audiência de Escuta e Debate da Lei Paulo Gustavo (LPG), com número n° 195 de 2022, que direciona R$ 3,86 bilhões do superávit financeiro do Fundo Nacional de Cultura (FNC) para investimento em projetos e ações culturais, aconteceu entre os dias 10 e 14 de abril, no Auditório da Escola Municipal Zelia de Brito Moreira Ramiro, localizada na sede do Município de Tucano, e teve como objetivo discutir, de maneira colaborativa e participativa, os processos da LPG, que está próximo de ser regulamentada pelo Governo Federal.

Para melhor organização e desenvolvimento, a Audiência foi dividida em eixos culturais, que fizeram homenagem a nomes de artistas tucanenses, e colocou cada setor da cultura em um dia exclusivo para debate. Esses eixos foram: Eixo Rubens Tocha – Teatro, Literatura, Dança e Circo; Eixo Ubirajara Chaves – Artes Plásticas, Audivisiual, Artesanato e Fotografia; Eixo Edson Santos – Produtores, Empreendimentos, Músicas e espaços Culturais; Eixo Maria Otavia – Representatividade Cultural, Cultura Negras, Cultura LGBTQIA+.

Durante a audiência, foram discutidas propostas para fortalecer o setor cultural em Tucano e em toda a região, como a criação de espaços culturais, a realização de festivais e mostras culturais, além de como o incentivo à produção cultural local seria destinado. A audiência contou com a presença de artistas, produtores culturais, gestores públicos e membros da sociedade civil.

O evento encerrou, no último sábado (15), com a Culturata, que aconteceu na Praça do Bradesco, no centro de Tucano, com um verdadeiro encontro das artes com música, dança, poesia e capoeira.

“A Audiência representou um momento de reestruturação da cultura de Tucano. Fiquei surpreendido com envolvimento de todos os participantes, que apontou para uma nova forma de se fazer arte em Tucano”, declarou Breno Pimentel, Presidente do Conselho Municipal de Tucano.

Para o Secretário de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Cultura, foi uma semana importante para esclarecer a LPG e contribuir na preparação de profissionais do setor. “De maneira antecipada, em nível regional e até nacional, nós demos escuta e discutimos, com transparência e clareza, a lei que vai impulsionar o setor no município. Estamos empolgados com o interesse geral daqueles que ajudam a construir a identidade cultural tucanense”, celebrou.

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *