Os servidores municipais efetivos de Tucano receberão, nos meses de maio e julho, uma recomposição salarial. O percentual a ser pago é referente ao acúmulo da inflação de 2020, que fechou em alta de 4,52%, a maior desde 2016. A decisão foi tomada em atendimento aos pedidos da categoria, que – assim como toda a população – sofreu os impactos da crise econômica.

“Tomamos essa decisão após analisar quais os ajustes possíveis a serem feitos nos orçamentos da prefeitura. Com bastante esforço, conseguimos remanejar determinadas demandas e garantir o direito dos servidores que trabalham em prol da nossa cidade”, afirma o Secretário Municipal de Administração e Finanças, José Rone Bitencourt.

O gestor explica que o pagamento será feito gradativamente e contemplará os meses retroativos de março e abril. “A equiparação salarial deveria ter acontecido em março, mas alguns entraves impossibilitaram a prefeitura de executar o pagamento e tivemos que adiar. De qualquer forma, os servidores não serão prejudicados”, enfatiza.

O prefeito de Tucano, Ricardo Maia Filho, ressalta que ouvir as necessidades dos servidores é um ponto ao qual a gestão sempre estará atenta. “Sabemos como a dedicação dos servidores para o povo e pelo povo é essencial, por isso, procuramos uma forma de conciliar o atendimento às solicitações da categoria com a realidade financeira do município”, diz.

O gestor municipal salientou ainda que a recomposição salarial está sendo concedida no valor máximo do índice da inflação de 2020. Por conta da pandemia, o Governo Federal instituiu a Lei Complementar nº 173 de 2020, que determina a suspensão do aumento salarial para servidores públicos federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste ano. “Mesmo neste cenário, somos uma das primeiras e poucas cidades da região que está concedendo a recomposição salarial na totalidade da taxa inflacionária do ano passado”, explicou o prefeito.

Pagamento

A recomposição salarial será executada de maneira progressiva: no mês de maio, serão aplicados 2,52% sobre o salário base de fevereiro (último mês antes do período em que ocorreria a recomposição), acrescentando o mesmo percentual de forma retroativa aos meses de março e abril. Em junho, a recomposição será repetida, sem, no entanto, pagamento retroativo. Já a partir de julho, serão recompostos 4,52% ao salário base de fevereiro.

Os professores municipais, além da recomposição salarial, também receberão em maio os 15 dias de férias remuneradas que ficaram pendentes no ano passado. De acordo com a legislação, a categoria tem direito a 45 dias de férias, tendo sido apenas 30 pagos em 2020.

Comentários está desativados.