A situação dos recursos não empenhados pela Lei Aldir Blanc segue sob acompanhamento estreito da gestão de Tucano. Na tarde desta terça-feira (20), aconteceu a quarta reunião do calendário de encontros com Dirigentes Municipais de Cultura, com autoridades estaduais da área e representantes de Cultura de toda a região sisaleira.

O objetivo foi aprofundar os debates sobre a utilização da verba que não foi direcionada em tempo hábil para os artistas, bem como demonstrar a realidade dos municípios presentes na ocasião virtual.

Entre os participantes estavam o vice-presidente do Fórum de Dirigentes Municipais de Cultura da Bahia (ADIMCBA), Cláudio Lima, o membro do Conselho Estadual de Cultura, Salomão Pedro, e o coordenador da Diretoria de Espaços Culturais, Diogo Carvalho.

“A pandemia está nos mostrando que é importante entender que a cultura se faz no cotidiano, com as pequenas ações, sem depender exclusivamente de grandes eventos”, comentou a Superintendente de Cultura do Estado, Ana Teixeira, durante o encontro.

Ao longo da reunião, sugestões e dúvidas foram apresentadas pelos dirigentes, tendo sido registradas pela equipe técnica realizadora do evento virtual.

“Esse acompanhamento sobre a Lei Aldir Blanc é fundamental para que tenhamos avanço na situação dos artistas locais. Estamos empenhados para que o prazo da lei seja revisado e consigamos, o quanto antes, fazer os repasses à categoria”, afirma o Diretor Municipal de Cultura, Rodrigo Ribeiro.

Para o Secretário Municipal de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Cultura, Thiago Nascimento, o auxílio oferecido com recursos próprios foi uma alternativa encontrada pela gestão para atenuar os impactos que a pandemia gerou para os artistas – que tiveram os trabalhos completamente suspensos desde março de 2020 e, até o momento, seguem sem previsão de retorno.

“Estamos sensíveis à situação dos fazedores de cultura de Tucano e seguiremos trabalhando em prol de todos aqueles que tenham sido afetados pela pandemia. A valorização e o apoio aos nossos artistas são as premissas da nossa gestão”, afirma.

Projeto de Lei

Também nesta terça-feira, entrou em votação o Projeto de Lei nº 795/2021, na Câmara de Deputados Federais. Se aprovado, os recursos poderão ser, de fato, reutilizado com a flexibilização dos prazos.

Comentários está desativados.